logo preto

Nenhum professor do Zen

Zoketsu Norman Fischer
Tradução para o português: Yakusan Silva
Revisão: Monja Coen Roshi

Ler em pdf

Resumo Taiko

Anexo os estudos da monja Waryu (Marta Lages) sobre os textos de Mestre Dogen Zenji, que foram passados para monges e monjas, leigos e leigas estudar, em julho de 2016.
Ela foi a primeira (e entre monges e monjas a única) a me enviar seus estudos.
Que seja exemplo e incentivo a todos que querem se aprofundar no Darma de Buda.
Monja Coen

Leia mais...

Sem destino

Heródoto Barbeiro

Está em curso mais um genocídio no mundo. As vítimas são os rohingyas. Eles são considerados os povos mais perseguidos do mundo, segundo a ONU. Uma minoria sem amigos e sem terra. A última violência que sofreram foi a expulsão das terras que ocupavam no sul do Mianmar, onde estavam confinados no estado de Rakhine, sem qualquer tipo de assistência, nem mesmo humanitária. São considerados apátridas, invasores, indesejáveis, verdadeiros párias, ou inexistentes, pelos governos das regiões. Sem ter para onde ir lançam-se no mar em embarcações precárias e são vítimas de traficantes de escravos.

Leia mais...

Depoimento Jishú

Porque o Budismo - considerações de uma mãe

Meu nome é Jishú, Janice Maria Ortiz, fiz meus votos leigos (preceito) em 26/02/2578 (2012).

Gostaria de compartilhar minha história e porque me tornei budista.

Em 10 de fevereiro de 2010, meu filho Ricardo partiu. Foi a maior tragédia que aconteceu em minha vida.

Havia perdido meu pai com 13 anos e muito cedo tive que amadurecer. Minha vida junto com minha mãe e meu irmão mais velho de repente mudou. Meu pai, o grande provedor, partiu. Mudamos de padrão de vida, de casa, de referências, de valores. Foi uma grande transformação para todos nós.

Leia mais...

ZAZENKAI, um dia de prática

Cerimônia de abertura e prece
Gasshô
Palavras e pronuncias desconhecidas
Todos juntos, voz, frequência, tom, respeito
Amor!
Gasshô

Leia mais...

Daigyo Moriyama Roshi, o Mestre do enigma

Homenagem do monge Gustavo Shogyo, da Verdadeira Terra Pura, ao Reverendo Daigyo Moriyama Roshi, desaparecido no Japão há alguns anos.

Moriyama Roshi foi Superior Geral da Soto Shu para a América do Sul e é o fundador do VilaZen de Porto Alegre.

Exatamente quanto vamos inaugurar a imagem do Grande Buda, no próximo dia 20 de dezembro, no VilaZen, chega este relato esplêndido do Reverendo Gustavo Shogyo.

Nossa homenagem de gratidão e respeito ao Reverendo Daigyo Moriyama Roshi - seja em que esfera se encontre neste momento, que seja de paz.

Gassho
Monja Coen

Leia mais...

A Meditação Zen e a Recuperação da Memória: breves anotações

Faustino Teixeira

Numa de suas obras mais importantes, Bendowa (O caminho religioso), Mestre Dogen enfatiza a importância do Zazen, visto por ele como um "ponto central e irrenunciável" do ensinamento de Sakyamuni (Buda). A tarefa primordial dos Ancestrais Zen foi a de buscar transmitir corretamente, de mestre para discípulo, a prática do Zazen, mantendo vivo o seu ensinamento.

Leia mais...

Mergulhar sem se molhar

por Monge Kōjun

"catus amat pisces sed
non vult tingere plantas"

Tenho recebido, com certa frequência, diversas mensagens de pessoas que dizem querer aprofundar-se na prática e nos conhecimentos sobre Budismo ou Zen Budismo.
É bastante curioso que, ao mesmo tempo, percebo que as pessoas não estão preparadas para realmente se comprometerem com os estudos e, sobretudo, com a prática que isso exige.
No Budismo, costumamos dizer que existem três joias – ou três tesouros –, a saber, o Buddha (no caso, Shakyamuni Buddha, o Buda histórico), o Dharma (a doutrina budista) e a Sangha (a comunidade de praticantes). Não há relação hierárquica entre elas. As três são igualmente importantes e complementares.

Leia mais...

O resgate da espiritualidade no cotidiano

Faustino Teixeira - PPCIR – UFJF

Introdução

O tema da espiritualidade ganha uma particular atenção no tempo atual e nas discussões acadêmicas. Não há dúvida sobre o efeito crítico exercido por tal resgate nos caminhos tomados pela sociedade ocidental, fundada em outros valores, como a competitividade, a produtividade, o consumismo e a centralidade do mundo egóico. A espiritualidade suscita valores bem distintos, que dizem respeito a qualidades do espírito humano que em nosso tempo estão embaçadas ou obstruídas. São valores essenciais como o amor desinteressado, a compaixão, a atenção, a hospitalidade, o cuidado, a delicadeza, a paciência e a abertura ao outro.

Leia mais...

Qual é o lugar do religioso no mundo?

Leonardo Boff - Teólogo-Filósofo

Por mais que a sociedade se mundanize e, de certa forma, se mostre materialista, não podemos negar que vigora umavolta vigorosa do religioso, do místico e do esotérico nos tempos atuais. Temos a impressão de que existe um cansaço pelo excesso de racionalização e de funcionalização de nossas sociedades complexas. A volta do religioso apenasrevela que no ser humano há uma busca por algo maior. Há um lado invisível no visível que gostaríamos de surpreender.

Leia mais...